Navegação:    Home Artigos Medicina Por que a gente sente câimbra?

Put here an image with your slogan

Destaques

Destaques

Temos a satisfação de prestar Serviços Médicos em Ortopedia, Traumatologia, Cirurgia da Coluna, Cirurgia do Ombro, Cirurgia do Quadril, Cirurgia do Joelho, Artroscopia, Microcirurgia e Cirurgia da Mão.
Temos também TO (Terapia Ocupacional) e RPG (Reeducação Postural Global), Reabilitação,
Fisioterapia Especializada e Geral, e Raio X.

Por que a gente sente câimbra? Imprimir E-mail

A todo momento, os músculos se contraem e relaxam naturalmente (como movimentos de apertar e soltar). É isso que nos possibilita desempenhar atividades, como andar, sorrir e conversar. O coração, por exemplo, é um músculo, e as batidas são esse processo de contração e relaxamento constantes.
A câimbra é a contração involuntária (que não depende da nossa vontade) do músculo, chamada espasmo, que surge de uma hora para outra, provocando dor intensa. As causas são variadas. Acredita-se que estejam relacionadas a um distúrbio de cálcio (substância do leite) no músculo ou a falta de sódio e potássio no organismo.
Todos podem ter cãibra, porém, é mais comum em crianças e adolescentes, que fazem muita atividade física, e em atletas. As partes mais afetadas são panturrilha (conhecida como batata da perna), parte de trás da coxa, sola do pé e braço.

TEM DE RELAXAR
Assim que surge a cãibra, é preciso relaxar o músculo, nunca contrair. Aplicar compressa de gelo e pomada antiinflamatória ajuda a aliviar a dor.
Para evitar cãibra, é indicado fazer alongamento e atividade física, sem exagero. Também são importantes tomar bastante água e manter alimentação saudável, que inclua frutas como banana, porque são formas de repor vitaminas e minerais eliminamos no suor e xixi.
É indicado procurar o médico quando a dor for muito forte ou permanecer. Nesse caso, pode não se tratar de cãibra, mas de uma distensão, tipo de machucado em que as fibras que formam o músculo se rompem.

Há muitas outras contrações involuntárias
Assim como a câimbra existe outras contrações involuntárias. O soluço é uma das mais comuns. Ocorre quando o músculo do diafragma, responsável pela respiração, contrai de forma irregular. Outro espasmo que acontece com freqüência e incomoda bastante é o tremor da pálpebra (pele que recobre os olhos). Não se sabe direito sua causa. Especialistas acreditam que possa ser por cansaço.

É considerada doença outro espasmo que atinge os músculos próximos aos olhos, fazendo com que a pessoa pisque exageramente e sem controle. É a blefaroespasmo que pode evoluir a ponto de impedir que o doente enxergue direito.
Tem ainda o bruxismo, quando a pessoa aperta ou range os dentes durante o sono. Pode causar desgaste, dor de cabeça e danos nos ossos da face que participam da mastigação.
Contrações involuntárias também podem ser características de outras doenças graves que atingem o sistema nervoso, como Mal de Parkinson (o doente não pára de tremer) e Síndrome de Tourette (provoca tiques).
Consultoria do médico Prof. Dr. Walter Yoshinori  Fukushima, professor e doutor em Ortopedia e Traumatologia da Faculdade de Medicina do ABC.